60.png

Estética íntima e sexualidade

61.png
Fisioterapeuta 

Universidade São Judas Tadeu, 2005— fisioterapia

 

Pós graduação:

Unifes: aparelho locomotor no esporte, 2006

Pilates nova postura, 2007

Ceata, terapias miofasciais, 2010

Casa da Terra, acupuntura medicina tradiocional chinesa,2017

Doula, saúde da mulher 2018

Ozonioteraapia,120 horas. Dra Poliane Cardoso

 Fisioterapia do assoalho pélvico

A fisioterapia do assoalho pélvico é uma especialidade que foca na prevenção e reabilitação das alterações do assoalho pélvico.

 

O assoalho pélvico é composto por um grupo de músculos, ligamentos e nervos onde sustenta  os órgãos pélvicos como bexiga, útero, reto, intestino

 

Por meio de uma série de medidas e exercícios supervisionados por uma fisioterapeuta, é possível fortalecer essa musculatura e minimizar diversas comorbidades que prejudicam a qualidade de vida das mulheres.

 

A fisioterapia  pélvica atua hoje em dia na medicina integrativa.  A saúde pélvica da mulher está muito ligada  com a auto estima,  alguns assuntos abordados no questionamento inicial são:  perda de urina  involuntária  (quando tosse, espirra, exercita, sobe escada, ri, ou simplesmente não sente, etc.), dor pélvica,  libido, lubrificação vaginal, orgasmos, preparação para  o parto, dores lombares, traumas sexuais, abusos, e a grande pergunta, como vai a sua auto estima?

 

Os tratamentos da fisioterapia pélvica visam autoconhecimento, com o cuidado, atenção e respeito que cada parte do seu corpo e mente merecem.

 

A fisioterapia pélvica  aborda:

 

  • consciência corporal;

  • exercícios (pelve, lombar, abdominal, postural);

  • massagem e liberação miofacial;

  • fortalecimento do assoalho pélvico;

  • cones vaginal, ben wa,  pelvi fit, biofeedback, pompoarismo, massagem perineal;

  • puerpério, cicatriz, diástase, posturas na amamentação;

  • pilates,drenagem linfática,  relaxamento, alívio de dores.

Uma mulher merece sempre
o melhor  cuidado!

  1. a Fisioterapia pélvica aumenta a consciência corporal, ativa a circulação da pelve, melhora até  a função intestinal.

  2.  conhecer a fisioterapia pélvica ajuda a mulher a se integrar no seu corpo.

  3. muitas mulheres na menopausa tem pouca lubrificação vaginal  e tem vergonha disso, a fisioterapia pélvica pode te ajudar

  4. dores pélvicas podem ser resolvidas com fisioterapia

  5. incontinência urinaria por esforço é quando se perde urina quando tosse, espirra, corre, pula. 

  6. incontinência urinária: um estudo foi composto por 15 artigos, de sete países. Os artigos foram distribuídos nas categorias: sofrimento Psíquico, Fadiga, Mudança na Vida Sexual, e Limitação da Vida Social. A categoria Sofrimento Psíquico esteve presente em todos os artigos sendo avaliada como a mais prejudicial na vida dessas mulheres.

Ana Letícia Novaes Theodoro

4.png
59.png
58.png

Benefícios adicionais

Existem crescentes evidências de que o tratamento para rejuvenescimento íntimo resulte em outros benefícios, além destes já citados anteriormente. Por exemplo:

 

  1. Maior resistência contra infecções urinárias de repetição;

  2. Redução na incontinência urinária (perda de urina), principalmente aquela que ocorre aos esforços (rir, pular, tossir);

  3. Estreitamento vaginal, provocando maior sensibilidade e prazer durante as relações sexuais;

  4. Melhora na autoestima, pois provoca uma “melhora” na aparência dos grandes e pequenos lábios vaginais.